Artigo Científico – Processamento Fonológico na Dislexia de Desenvolvimento

 

dyslexiaFoi publicado um novo estudo português na revista científica Dyslexia com o título: “Developmental Dyslexia and Phonological Processing in European Portuguese Orthography“. A revista Dyslexia é  uma das principais revista internacionais na área da Dislexia, sendo uma publicação da British Dyslexia Association. Os autores deste estudo nacional foram Octávio Moura (responsável pelo Portal da Dislexia), Joana Moreno, Marcelino PereiraMário R. Simões. Três destes autores são membros do grupo de investigação em Neuroscience, Neuropsychology and Cognitive Assessment da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e autores de outras publicações internacionais na área da Dislexia, nomeadamente:

 

  1. Executive Functioning in Children with Developmental Dyslexia — Revista “The Clinical Neuropsychologist” (2014)
  2. Working Memory in Portuguese Children With Developmental Dyslexia — Revista “Applied Neuropsychologist: Child” (2014)
  3. WISC-III Cognitive Profiles in Children with Developmental Dyslexia: Specific Cognitive Disability and Diagnostic Utility — Revista “Dyslexia” (2014)

 

Os resultados do estudo agora publicado (Aceder à Página do Artigo/Abstract) demonstram que as crianças com Dislexia do Desenvolvimento apresentam défices significativos nas funções do processamento fonológico (consciência fonológica, nomeação rápida e memória verbal imediata) comparativamente com crianças leitores normais (por idade cronológica e por idade de leitura). A consciência fonológica (AUC > .90) e a nomeação rápida (AUC > .85) apresentam uma elevada precisão de diagnóstico desta perturbação neurodesenvolvimental, pelo que são relevantes medidas a incluir num protocolo clínico de avaliação da Dislexia de Desenvolvimento. Tal como observado em sistemas ortográficos de elevada (por exemplo, Inglês) ou reduzida (por exemplo, Finlandês, Alemão, …) opacidade, no sistema ortográfico Português Europeu a consciência fonológica é o preditor mais consistente da precisão da leitura, enquanto a nomeação rápida surge como o preditor mais significativo da fluência da leitura.

 

Abstract

This study analyzed the performance of phonological processing, the diagnostic accuracy and the influence on reading in children who were native speakers of an orthography of intermediate depth. Portuguese children with developmental dyslexia (DD; N = 24; aged 10 to 12 years), chronological-age-matched controls (CA; N = 24; aged 10 to 12 years) and reading-level-matched controls (RL; N = 24; aged 7 to 9 years) were tested on measures of phonological processing (phonological awareness, naming speed and verbal short-term memory) and reading. The results indicated that the children with DD performed significantly poorer in all measures compared with the CA and RL. Phonological awareness and naming speed showed a high accuracy (receiver operating characteristics curve analysis) for discriminating the children with DD from the CA and RL, whereas the presence of abnormally low scores in phonological awareness and naming speed were more frequent in the DD group than in the controls and the normative population. Hierarchical linear regression analyses revealed that phonological awareness was the most important predictor of all reading accuracy measures, whereas naming speed was particularly related to text reading fluency.

 

Referência Bibliográfica

Moura, O., Moreno, J., Pereira, M., & Simões, M. R. (2014). Developmental Dyslexia and Phonological Processing in European Portuguese Orthography. Dyslexia. doi: 10.1002/dys.1489 (Aceder à Página do Artigo/Abstract)

 

Acesso ao Artigo

Caso tenha interesse e pretenda ter acesso integral ao artigo, entre em contacto com o autor solicitando o acesso ao mesmo.

 

Comentários