Avaliação das Aprendizagens dos Alunos do Ensino Básico

Arquivado em Ensino e Educação | 0

 

CNE-Relatorio-Avaliacao-AprendizagensO Conselho Nacional de Educação (CNE) elaborou em Janeiro 2016 um relatório sobre a “Avaliação das Aprendizagens dos Alunos no Ensino Básico”. Neste relatório, o CNE analisou as notas das várias Provas e Exames Finais realizados no Ensino Básico e conclui que a percentagem de alunos que desceram a sua classificação final para um resultado negativo, em resultado dos resultados obtidos nas Provas/Exames Finais para níveis negativos, é residual.

 

Recorda-se que a classificação final a atribuir às disciplinas do Ensino Básico com Exame/Prova Final de ciclo é calculada de acordo com a seguinte fórmula arredondada às unidades:

Classificação Final = (0,7 × Classificação Interna) + (0,3 × Classificação Externa)

 

Ou seja, só existe uma diminuição (ou aumento) da Classificação Final a Português ou Matemática se o resultado obtido na Prova/Exame Final foi inferior (ou superior) à Classificação Interna em, pelo menos, 2 valores. A tabela seguinte permite compreender melhor esta conversão, Por exemplo, uma criança com uma Classificação Interna a Português de 3 valores, só vê diminuída a sua nota final para 2 valores, se obter um resultado na Prova/Exame Final de 1 valor.

CNE-tabela-conversao

 

Neste relatório sobre a “Avaliação das Aprendizagens dos Alunos no Ensino Básico” o CNE constatou que:

  • O resultado da avaliação externa da maioria dos alunos internos, que realizaram os exames/provas finais do ensino básico, permite obter uma classificação final igual à classificação interna atribuída pelas escolas (exceto no 1.º CEB, em Matemática, com 89% dos alunos, nas restantes provas esse valor é superior ou igual a 95%).
  • Uma pequena percentagem de alunos (inferior a 1%) consegue ver aumentada em um nível a classificação final, relativamente à classificação interna, devido ao resultado obtido no exame/prova final.
  • Os restantes alunos têm a sua classificação interna diminuída em um nível devido ao resultado obtido na avaliação externa. No entanto, a maioria destes alunos mantém a classificação final positiva, uma vez que, em Português, apenas 0,4% dos alunos do 1.º CEB e 0,3% dos alunos dos 2.º e 3.º CEB passam de uma classificação interna positiva para uma classificação final negativa devido ao resultado na avaliação externa e, em Matemática, o mesmo acontece apenas a 1,4% de alunos do 1.º CEB, 1,6% do 2.º CEB e 1,9% de alunos do 3.º CEB.

 

CNE-tabela-resultados-finais


Pode ser aqui efetuado o download do relatório sobre a “Avaliação das Aprendizagens dos Alunos no Ensino Básico”


Em suma:

“O impacto da avaliação externa na classificação final das disciplinas sujeitas a exame/prova final de ciclo, dos alunos internos do Ensino Básico, é residual e portanto mais residual será o impacto desta avaliação na conclusão de ciclo, uma vez que nem sempre a redução da classificação final, relativamente à classificação interna, resulta na retenção do aluno”.

 

Comentários