Dislexia

Fontes de texto para maximizar a legibilidade das letras

Algumas fontes de texto têm sido desenvolvidas na tentativa de maximizar a legibilidade das letras por parte dos leitores, de modo a tornar a tipografia das letras mais claras e precisas. Entre as fontes de texto mais conhecidas e utilizadas encontram-se a Lexia Readable, a Dyslexie, a Open Dyslexic e a Sylexiad.

Lexia Readable

Lexia Readable foi originalmente criada em 2004 por Keith Bates, sendo provavelmente a mais usada (é a fonte utilizada em alguns sites internacionais na área da Dislexia). É de distribuição gratuita e tem como matriz a fonte Comic Sans.

font-lexiareadable

Dyslexie

Dyslexie foi criada por Christian Boer em 2008 e tem um custo comercial de 9.95 euros/ano para uso pessoal ou 89 euros/ano para uso em instituições de ensino. A Dyslexie também tem na sua base a fonte Comic Sans.

font-dyslexie

Open Dyslexic

A Open Dyslexic é outra fonte de texto de distribuição gratuita e especialmente desenhada para os disléxicos. Foi desenvolvida por Abelardo Gonzalez em 2011, sendo caracterizada por um acentuado pronunciamento na base inferior das letras para um mais fácil reconhecimento da letra.

font-opendyslexic

Sylexiad

Por fim, a Sylexiad foi desenvolvida por Dr. Robert Hillier (Norwich University College of Arts) aquando da sua dissertação de Doutoramento em 2006. Tem uma distribuição comercial, com pagamento variável em função do pacote de fontes pretendido.

font-sylexiad

No estudo científico de Rello e Baeza-Yates (“Good Fonts for Dyslexia“, 2013) os autores analisaram 12 tipos de fontes diferentes numa amostra de 48 indivíduos com Dislexia. Os resultados demonstraram que os tipos de letra Helvetica, Courier, Arial, Verdana e Computer Modern Unicode foram as tipografias com maior impacto no desempenho na leitura.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *